quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

Como ver a Terra - Oficina no Canal da Música com crianças do Colégio Medianeira

Oficina realizada em parceria com a Tv Educativa e o Colégio Medianeira, no Hall do Canal da Música em outubro de 2012, em homenagem ao mês das crianças. Participação do palhaço Francis e dos músicos Gegê Félix e Kito Pereira.


"ComoVer é primeiro Televar para algo desconhecido, mas fluído, solto, concreto pelo lona e pelo barro, viajante pela liberdade e pela canção. O artista nos deu a leveza de criar sem decorar, de participar sem descolar. Nessa oficina os alunos ficaram encantados com a possibilidade do coletivo, com a beleza do mínimo, do simples, que se torna grande e universal, aos poucos."




E era assim
No princípio de Tudo
só barro puro


Chuva.
gota a gota a gota a gota
a gota a gota a gota
a gota a gota
a gota
gota.

"Sem demora, sem comedimento, a gente foi se envolvendo numa trama e foi surgindo naquela lona uma história primitiva, sem fim, que pode significar em qualquer diversidade. Três dias, hora após hora, as cores, com os pés e as mãos sujas, cada pequeno artista ao lado de um grande artista se integrando com a criação.


"Senta
Levanta
Não pode parar
a Terra está pronta
vamos pintar."




"E não foi só isso: palhaço, viola, canto, improvisação...ufff...uma experiência emancipadora no campo das artes e da vida!"
Juliana Luz.
Professora de Artes do Colégio Medianeira.









Crianças participantes:

Clara de Oliveira Anhaia
Fernanda de Oliveira Anhaia
Laura dos Santos Kirsten
Elisa Ratzke Trevizani
Gabriela Rebutini Figueira
Georgia Cristina Leitão Kutsumi Morais
Pietra Doro Spindola
Samuel Biedacha Galvão de Oliveira
Vitória de Vargas Raduenz
Amanda Castellini Zdunek Waltrich
Ana Carolina Bordenousky Gomes
Beatriz Domingues Mainardes
Júlia Andrade
Juliana Mehl de Lima
Luiza das Mercês Silva


sexta-feira, 11 de maio de 2012

ComoVer a Terra - Oficina corporativa

Oficina realizada com a equipe de criação da Brain Box Design Estratégico, em maio de 2012.

Objetivos:
. Vivenciar a criação de uma obra artística, promovendo o trabalho coletivo e cooperativo entre os participantes.
. Promover ações de observação do ambiente em que vivemos, despertando os sentidos de atenção e cuidado com as coisas e pessoas que nos cercam.
. Estimular o espírito criativo e inovador dos participantes.
. Transmitir conceitos de preservação ambiental, ecológicos e socialmente responsáveis, que poderão ser disseminados depois a toda a empresa.
. Produzir uma obra de arte construída com o trabalho conjunto.
. Promover internamente a imagem da empresa, através de uma atividade criativa, divertida e lúdica.











quarta-feira, 9 de maio de 2012

ComoVer a Terra

https://lh6.googleusercontent.com/-5yDCGPpyArI/S4WFbgXmsII/AAAAAAAABxU/RycgJ2-ntRo/s400/DSC_6119b.jpg


ComoVer a Terra é um projeto de pintura em grupo, em que os participantes representam a terra de um ângulo diferente: a paisagem olhada de cima, do alto.

A imagem do chão do ponto de vista de quem o pisa. A ideia é criar coletivamente uma tela em tamanho natural, pintando a paisagem onde se vive e não a que se vê olhando em torno. O chão como pano de fundo, a terra pintada com terra, por uma poética pé no chão, num exercício lúdico – poético - coletivo.



https://lh5.googleusercontent.com/-Hy_o6djvnQ0/S4WFk5LQQnI/AAAAAAAABxc/2wODe96hV1U/s400/DSC_6187b.jpg

https://lh6.googleusercontent.com/-GrxQGKb8UuE/S8cYX9d7ETI/AAAAAAAAB_I/5h9CUv1OY-o/s640/OgAAAJvVV0IlcWZDAayxo6xu0g4aCtPuzj1dFyDjTdub0Q8qoF0N30xSkSa4m3SlbnL3gwxfCKjmoE3DvM11z40VJVwAm1T1UJWaPZRrEAQmQqaOCYCvG1nW_NCo.jpg

https://lh5.googleusercontent.com/-TSKzXle5YIk/S4WEjYIKWHI/AAAAAAAABw4/KFYz3-ZBZLQ/s720/DSC_6176.jpg

https://lh4.googleusercontent.com/-15ZnzVpYyog/S_0az7NjZcI/AAAAAAAACC8/bAv-QkPBYWg/s512/OgAAAA4lS6-pNwPbP0nZuQ8UTYN8-_BNy8g2O86jsR_T_QT609b8NulnnjQXFQ53SZV0dnzZF6_4CMfHgQ8V_kzLP7kAm1T1UBcN4Adh-oXIF7cLSv6fY_vqAaP3.jpg


“Uma oficina divertida, que tem como resultado uma pintura mural do tamanho natural.
Uma obra de arte criada coletivamente.”


https://lh4.googleusercontent.com/-Gcd-RzD0mvc/S8hij_QYJBI/AAAAAAAACBQ/OvuTznf17M0/s800/projeto%2520expo%252001%2520pag%25202.jpg


https://lh3.googleusercontent.com/-RLC-QmVsCbw/TKM3bC1zWPI/AAAAAAAACG8/S_gk0fC5Fe8/s576/SUBSEA7_EVENTO%2520PONTAL%252013032010_625.jpg



https://lh4.googleusercontent.com/-vDBe2VKc-R8/S7SHd12AnUI/AAAAAAAAB8c/zovq74HPEy8/s640/desconstru%25C3%25A7%25C3%25A3o%2520da%2520natureza%2520morta.jpg
“Desconstrução da natureza morta em uma paisagem do tamanho natural”

ComoVer Curitiba

https://lh4.googleusercontent.com/-Wc1dT8y7GoQ/T6rIjrF7C4I/AAAAAAAACRY/g0J2eqwHj0w/s512/comendador%2520araujo.jpg


O método de pinturas por camadas desenvolvido no projeto ComoVer Curitiba obedece a uma seguência de ações que serão realizadas por todos os artistas consequentemente. Em todas as ações todos trabalharão em todas as telas.

Cada obra terá sido feita com a participação de todos os membros do grupo. Esse método ou prática permite o trabalho de vários agentes em ação. Isso abre caminho para a participação de mais pessoas, crianças e não artistas. O que possibilita a realização de oficinas em cima da tela previamente “preparada” pelos artistas.

Aos artistas cabe a função de iniciar o processo de pintura por camadas, além de pintura a experiência se estende à gravura e à “frotagge”. A proposta é fazer uma imagem hiper-realista da calçada, para que sobre essa se faça camadas de interferência, nas oficinas, por outros agentes.
Aos participantes das oficinas cabe a intervenção feita com o tema “ Brincadeiras de rua”.



Paisagens do tamanho natural, pintadas por camadas: Petit pavês, “frotagge” da impressão digital de Curitiba. Entre as pedras, a mistura de terras do interior. Pegadas, o carimbo da bicicleta. Flores de ipê ou jacarandá assim como folhas de ficus, coquinhos e pinhões jogados no “chão” dão o mote poético. Essa pintura é também coletiva e participativa. Pintura de topo. A sombra de um pássaro no chão ao lado da sombra de uma pipa (papagaio, setra) sugere a harmonia do homem com o vento. Dando solidez poética à proposta geral: ComoVer.

https://lh3.googleusercontent.com/-R9QPm4bWZBs/T6rIckomjdI/AAAAAAAACRQ/cUx1fHVgwu8/s512/bar%25C3%25A3o%2520com%252015.jpg

Seja bem vindo

Este blog irá registrar a atual trajetória do artista plástico Rettamozo (Retta) e sua proposta poético-lúdico-coletiva: O Projeto ComoVer.

https://lh4.googleusercontent.com/-PPD_xTew3Sc/S8hiYuwxaNI/AAAAAAAACBI/T1gsjZfGXGw/s512/projeto%2520expo%252001%2520pag%25201.jpg

"Estamos aqui para reafirmar a pintura e propor uma nova arte, hipermoderna como deve ser, depois de tudo... com a mistura de estilos e tendências com um objetivo acima da estética. Como assim? Vamos pintar, como der na telha, figurativo ou abstrato, estilizado ou brega, mas vamos pintar todos juntos não a paisagem que se vê mas sim aquela em que se vive. "

Arte pé no chão!

https://lh3.googleusercontent.com/-iSNeaTeQgPQ/S4WGLEZ1G0I/AAAAAAAABx0/RdCTU-0-_xc/s512/jardim%2520do%2520sorriso%2520interior.jpg
Jardim do Sorriso interior - Acervo do Museu Oscar Niemeyer